Wiki Catolica
Advertisement
As origens apócrifas do cristianismo
Apresentação
1 Abrindo as portas das origens
2 O Evangelho de Maria Madalena
MM 7,1-10: a matéria MM 7,11-28: o pecado
MM 8,1-10: harmonia MM 8,11-24: bem-aventurado
MM 9,1-20: o beijo MM 10,1-25: o tesouro
MM 15,1-25; os climas MM 17,1-20: a preferida
MM 18,1-21: Meu irmão Pedro MM 19,1-3: anunciar o evangelho
3 O Evangelho de Tomé
Texto, datação e autoria Gênero Literário e conteúdo
Personagens Evangelho de Tomé e o de João
A não-dualidade O Reino do Pai
Evangelho de Tomé e os sinóticos Tomé e Maria Madalena
4 A outra Maria, mãe de Jesus, segundo os apócrifos
Os pais de Maria A infância de Maria Maria deixa o Templo
Maria em Nazaré A caminho Entre Belém, Egito e Nazaré
A morte de Jesus O anúncio da morte O dia em que Maria morreu
A procissão Maria no túmulo Resumo
5 A história de José nos evangelhos apócrifos
6 A infância de Jesus nos apócrifos
7 Conclusão
8 Bibliografia básica para o estudo dos apócrifos

Maria a caminho de Belém: parto virginal e perseguição romana[]

No tempo do nascimento da criança, José teve que ir a Belém para o recenseamento. José partiu com toda a sua família. Perto de Belém, em uma gruta escura e próxima ao sepulcro da matriarca de Israel, Raquel, José deixou Maria com os seus filhos e foi procurar uma parteira. Ele encontrou uma que descia da montanha. Ela o acompanhou até a gruta. Chegando lá a nuvem desapareceu e uma luz forte, que cegou os presentes, cobriu a caverna. Pouco depois a luz começou a afastar-se e apareceu um recém-nascido, que foi sugar o peito de Maria sua Mãe. Outra tradição fala de anjos na gruta de Jesus, logo após o seu nascimento. Maria não tinha nenhum sinal de sangue no corpo. O menino ficou de pé e todos o glorificaram. A parteira, maravilhada, soltou um grande grito e saiu da gruta. Salomé veio ao seu encontro e ela contou o que tinha visto. Salomé disse que só acreditaria no que ela estava dizendo se colocasse o seu dedo na natureza de Maria. Ela assim o fez e a sua mão ficou em chamas, ou, conforme outra tradição, secou. Só depois de pedir perdão e tomar o menino no colo é que sua mão voltou ao normal. Salomé soltou um grito de alegria e professou a fé em Jesus como rei de Israel. Um anjo lhe apareceu e pediu para não divulgar as maravilhas que tinha visto, antes que chegasse em Jerusalém. Depois disso, a família de José, ainda na gruta, recebeu a visita dos três reis magos. Aí eles permaneceram durante três dias. Herodes iniciou a perseguição aos inocentes. Quando Maria teve notícia que as crianças estavam sendo massacradas, encheu-se de medo. Tomou o menino, envolveu-o em faixas e o colocou em uma manjedoura de bois. Outra tradição diz que Maria, ao sair da gruta, encontrou uma manjedoura e ali colocou o menino para que se cumprisse a profecia de Isaías. E até os animais o adoraram. No momento do nascimento de Jesus, o tempo parou. Isso aconteceu no dia 20 de maio, no ano 5500 depois da criação do mundo.

Outra tradição diz que Maria não concebeu de modo virginal, mas naturalmente do relacionamento conjugal com José.
Advertisement