FANDOM


Antipas de Pérgamo (m. 68 ou 92) foi bispo de Pérgamo, discípulo do apóstolo São João Evangelista e mártir do cristianismo durante o reinado de Nero (ou Domiciano). Neste tempo, devido a perseguição aos cristãos, todos aqueles que se opunham a oferecer sacrifícios aos deuses viviam sob ameaça de exílio ou execução por ordem do imperador.

Quando foi liberto, devido a sua firmeza na fé cristã, começou a professar a palavra e a convencer as pessoas de Pérgamo a pararem de oferecer sacrifícios, o que provocou a reprovação dos sacerdotes pagãos que exigiam que parasse de pregar sobre Cristo e oferecesse sacrifícios aos deuses ancestrais. Devido sua relutância em atender as exigências, Antipas foi capturado e levado para o templo de Ártemis onde foi lançado dentro de um ardente touro de bronze vermelho, onde usualmente ocorriam os sacrifícios. Segundo a tradição o mártir rezou a Deus implorando por sua alma e para que ele fortalecesse a alma dos cristãos. A noite, os cristãos levaram seu corpo intocado pelas chamas para a cidade onde foi enterrado. Sua sepultura tornou-se local de milagres e curas de doenças, principalmente aquelas relacionadas com os dentes.

A tradição cristã acredita que são Antipas pode ser identificado com o personagem citado no livro do Apocalipse na Bíblia:

"Eu conheço seus trabalhos, e onde você vive, mesmo onde o trono de Satã está; e você retende Meu Nome, e não negaste Minha Fé, mesmo naqueles dias em que Antipas foi meu fiel mártir, que foi morto entre vocês, onde Satã habita". (Ap 2,13)


FontesEditar

Esta página é um esboço sobre Antipas de Pérgamo
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.