Wiki Catolica
Advertisement
As origens apócrifas do cristianismo
Apresentação
1 Abrindo as portas das origens
2 O Evangelho de Maria Madalena
MM 7,1-10: a matéria MM 7,11-28: o pecado
MM 8,1-10: harmonia MM 8,11-24: bem-aventurado
MM 9,1-20: o beijo MM 10,1-25: o tesouro
MM 15,1-25; os climas MM 17,1-20: a preferida
MM 18,1-21: Meu irmão Pedro MM 19,1-3: anunciar o evangelho
3 O Evangelho de Tomé
Texto, datação e autoria Gênero Literário e conteúdo
Personagens Evangelho de Tomé e o de João
A não-dualidade O Reino do Pai
Evangelho de Tomé e os sinóticos Tomé e Maria Madalena
4 A outra Maria, mãe de Jesus, segundo os apócrifos
Os pais de Maria A infância de Maria Maria deixa o Templo
Maria em Nazaré A caminho Entre Belém, Egito e Nazaré
A morte de Jesus O anúncio da morte O dia em que Maria morreu
A procissão Maria no túmulo Resumo
5 A história de José nos evangelhos apócrifos
6 A infância de Jesus nos apócrifos
7 Conclusão
8 Bibliografia básica para o estudo dos apócrifos

O evangelho de Tomé[]

Assim como o Evangelho copta de Maria Madalena, o Evangelho copta de Tomé foi descoberto em 1945, em Nag Hammadi, no alto Egito. Textos fragmentados em grego já haviam sido descobertos no final do Século XIX e início do Século XX. Assim como o evangelho de Maria Madalena, Tome é uma pérola preciosa foi ocultada aos nossos olhos por muitos séculos pelas Igrejas. Quem é Tomé? Não seria ele o incrédulo, como afirmam os evangelhos canônicos? Não. O estudo do evangelho apócrifo de Tomé nos descortinará um outro Tomé.

Texto, datação e autoria[]

Gênero Literário e conteúdo[]

Personagens[]

A relação entre o evangelho de Tomé e o de João[]

A não-dualidade como condição para entrar no Reino[]

O Reino do Pai é semelhante a homem que quer matar uma pessoa poderosa[]

A relação entre o evangelho de Tomé e os sinóticos[]

Assim como o evangelho de João, o de Tomé termina falando de Maria Madalena[]

.

Advertisement