Wiki Catolica
Advertisement
As origens apócrifas do cristianismo
Apresentação
1 Abrindo as portas das origens
2 O Evangelho de Maria Madalena
MM 7,1-10: a matéria MM 7,11-28: o pecado
MM 8,1-10: harmonia MM 8,11-24: bem-aventurado
MM 9,1-20: o beijo MM 10,1-25: o tesouro
MM 15,1-25; os climas MM 17,1-20: a preferida
MM 18,1-21: Meu irmão Pedro MM 19,1-3: anunciar o evangelho
3 O Evangelho de Tomé
Texto, datação e autoria Gênero Literário e conteúdo
Personagens Evangelho de Tomé e o de João
A não-dualidade O Reino do Pai
Evangelho de Tomé e os sinóticos Tomé e Maria Madalena
4 A outra Maria, mãe de Jesus, segundo os apócrifos
Os pais de Maria A infância de Maria Maria deixa o Templo
Maria em Nazaré A caminho Entre Belém, Egito e Nazaré
A morte de Jesus O anúncio da morte O dia em que Maria morreu
A procissão Maria no túmulo Resumo
5 A história de José nos evangelhos apócrifos
6 A infância de Jesus nos apócrifos
7 Conclusão
8 Bibliografia básica para o estudo dos apócrifos

Gênero Literário e conteúdo[]

O evangelho de Tomé é composto de 114 sentenças ou ditos de Jesus. Cada sentença é independente. "Jesus disse" é a expressão predominante no evangelho. Ela aparece 99 vezes. E se Jesus não disse, ele responde questões, caracterizado pela expressão "Jesus respondeu", a qual aparece 15 vezes.

No conteúdo do evangelho de Tomé não temos:

  • a infância de Jesus;
  • os milagres que Jesus teria feito;
  • profecias que Jesus tivesse cumprido;
  • a morte e ressurreição de Jesus.

No entanto encontramos:

  • provérbios e sentenças proferidas por Jesus sobre o Reino de Deus e aspectos do comportamento humano;
  • parábolas sem alegorias;
  • escatologia já realizada;
  • masculino e feminino convocados a viverem integrados;
  • pureza pueril considerada como condição básica para entrar no Reino;
  • os caminhos da busca de si mesmo;
  • palavras que não devem ser anunciadas aos profanos e cuja compreensão geram vida;
  • a ascese como proposta de vida para fugir da matéria.

As palavras de Jesus tem como objetivo levar quem passa a conhecê-las a escapar da morte e atingir o ideal da salvação gnóstica. Já as parábolas de Jesus visam tecer uma crítica à ordem social estabelecida.

Advertisement